132EDC10DAEBC30164E9D3DD906D7124 Acidentes do Trabalho - Área Hospitalar com maior índice de acidentes
 em Notícias

Acidentes do Trabalho – Pesquisa: O evento foi realizado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Durante a abertura, o coordenador nacional de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública (Conap) do MPT, Cláudio Gadelha, ressaltou a importância do evento para mostrar o outro lado do “caos” na saúde pública: o dos profissionais que atuam na área. “Muitos se esquecem de enfatizar a situação precária e de exposição a altos riscos desses trabalhadores, em especial nas unidades públicas de saúde. O projeto Saúde na Saúde faz um contraponto a essa realidade”.
A mesa de abertura também teve participação do procurador-geral do MPT, Ronaldo Fleury, que destacou a importância do evento para reduzir o número de subnotificações de acidentes de trabalho.

Estatística

Entre 2012 e 2017 foram registrados 14.846 mortes entre mais de 3 milhões de acidentes do trabalho. Neste período, a Previdência Social gastou mais de R$ 26,2 bilhões com despesas de auxílios-doença, aposentadorias por invalidez, auxílios-acidente e pensões aos dependentes das vítimas.

Setorialmente, as notificações de acidentes do trabalho foram mais frequentes no ramo hospitalar e de atenção à saúde, público e privado, onde foram registradas 10% das CATs. Na seqeuência aparecem o comércio varejista (3,5%); a administração pública (2,6%); Correios (2,5%) e a construção (2,4%), seguido pelo transporte rodoviário de cargas (2,4%). Entre os profissionais mais vitimados estão os que trabalham em linhas de produção; os técnicos de enfermagem; faxineiros; serventes de obras e motoristas de caminhões. Quem trabalha em contato com máquinas e equipamentos tem mais chances de se acidentar e de sofrer ferimentos mais graves

 

 

Postagens Recomendadas